Páginas

Pesquisar este blog

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Como preparar um encontro com crianças.

Contando Histórias Bíblicas


Cada encontro do GOC tem que levar a criança a desejar:
- Santidade,
- Aceitar Jesus como Salvador e Senhor de sua vida,
- Transformação de vida,
- Aplicar concretamente a Palavra de Deus em sua vida.

Objetivo do Grupo de Oração de Crianças:
O papel dos pais
"Os mandamentos que hoje te dou serão gravados no teu coração. Tu os inculcarás a teus filhos, e deles falarás, seja sentado em tua casa, seja andando pelo caminho, ao te deitares e ao levantares". Deuteronômio 6,7
"Os filhos são um dom de Deus: é uma recompensa o fruto das entranhas".Salmo 126,3

Preparando o encontro
Tudo o que fazemos necessita de um preparo. Para o GOC isso também se aplica. É importante preparar o encontro com antecedência para que se tenha domínio daquilo que será trabalhado com as crianças.
1. Oração – Ore pelas crianças, pelo ministério, peça a direção do Senhor sobre a Palavra-tema daquele encontro.
2. Prepare o encontro levando em conta – o objetivo a ser atingido (querigma/tema)
- a idade das crianças
- tempo e espaço disponíveis
3. Escolha a técnica a ser utilizada para contar a história, assim você poderá conhecer e dominar a técnica e o material a serem utilizados.
4. Providencie todo o material que será utilizado.
5. Faça um roteiro para o encontro.
6. Escolha músicas de acordo com o tema.
7. Partilhe com os outros evangelizadores o que o Senhor lhe inspirou.
8. Divida tarefas.

Contando Estórias
É importante:
1. Riqueza visual
2. Conteúdo
3. Aplicação (como viver essa Palavra no dia-a-dia)
Objetivo:
1. Transformação na vida das crianças

Preparando a história
1. Ler a história na Bíblia várias vezes
2. Aprender com ela
3. Captar a mensagem implícita
4. Identificar os elementos iniciais:
a. Introdução(curta / informações necessárias / deixe a criança falar)
b. Enredo-(sucessão dos episódios, ação dos personagens / a seqüência deve ser bem ordenada / mantenha a expectativa com variações no tom de voz e com pausas oportunas e breves).
c. Clímax (as crianças estão emocionadas / desfecho)
5. Familiarizar-se com os personagens
6. Vivenciar as emoções para poder transmitir
Técnicas Para Contar Estórias
1. Simples narrativa- Conte a estória com as mãos livres, concentre-se na expressão corporal e na voz.
2. Livro - Desenvolve a seqüência lógica do pensamento infantil.
- Vire as páginas de maneira que todos possam ver as figuras, que precisam ser grandes e claras para que as crianças entendam bem o que se passa na estória.
- Não leia a estória, conte.
3. Gravuras - Podem ser reproduzidas de livros e ampliadas
- Porta-gravura
- No final da narrativa, cada criança conta parte da história correspondente a uma figura (reconstruir a estória).
4. Flanelógrafo - Dá a idéia de movimento
- Flanela pintada com giz de cera
- Recobrindo papelão ou e.v.a.
- Para fixar as figuras podem ser usados materiais como lixa, pó de serragem ou entretela.
- Utilize gravuras adequadas, proporcionais e bem colocadas.
5. Objetos- Estimulam a criatividade e a imaginação da criança
* Objetos comuns: é a fonte principal de atenção (programa Rá-tim-bum)
* Objetos específicos: são objetos dos quais o texto faz alusão ou podemos deduzir que estavam lá e foram usados (ex. Carpinteiro – usar um serrote).
6. Caixa de Areia ou Isopor - Use figuras fixas em palitos de sorvete ou de churrasco
- Para enriquecer o cenário use bonecos, árvores, água...
7. TV (caixa de papelão) - Dá característica especial à estória.
- Pode ser com sombras.
8. Bonecos - Use com crianças até 5 anos.
- Crie ambientes móveis.
9. Fantoches - Exige elaboração e ensaio
*Teatro: lençol, com a mesa deitada, cortina na porta ou "TV".
*Cenário: em e.v.a., cartolina, isopor, painel pintado em tecido.
*Fantoche: caracterizar, gestos exagerados, sincronizar voz e boca do boneco.
*Atores: número suficiente em cena, pessoa para mudar o cenário, segurar os objetos. Falar devagar, um ator de cada vez, dicção clara.
10. Dramatização - Estória contada através de teatro.
- enriqueça com: trajes, acessórios, cenários, mobília, objetos, música,
- Pode ser falada, muda ou mista.
- Ótimo para crianças acima de 8 anos (mas é bom a partir dos 5).
11. Monólogo de personagem ou objeto - O evangelizador se veste caracteristicamente (ex. moeda perdida: ele se veste de dourado, ele é a moeda).
- a estória é narrada na primeira pessoa do singular (eu).
- Passa impressões e sentimentos do personagem em relação aos fatos.
12. Cinema - o modelo é o de uma filmagem.
- O diretor pode ser o evangelizador.
- O câmera-man deve estar com uma filmadora (de papelão).
- os atores serão as crianças.
13. Programa de TV - Humorístico, esportivo, jornalístico, de variedades (entrevista, apresentação musical, dança, participação do auditório, entrevista por telefone, etc.).
- Crianças acima de 9 anos.
14. Música - Escolha músicas que narrem a história ou trechos dela.
- Musicais (cantata).
- Dramatização concomitante com a música.
15.Coros, cantos, histórias c eco - O evangelizador combina com as crianças uma frase ou atitude à qual elas devem responder com uma palavra ou gesto específico. Ou faça com que as crianças criem os efeitos sonoros de acordo com a história sempre que você indicar. É impressionante a quantidade de coisas que eles memorizam assim.
16. Figuras misteriosas - À medida que a história é contada vá desenhando uma série de linhas e formas sem sentido até que as linhas se formem objetos reconhecidos que dão ênfase a partes da história. (Simplifique o trabalho fazendo os traços a lápis, bem claros, antes. Certifique-se que o quadro e o desenho são grandes o suficiente para ser vistos por todos. Falar e desenhar ao mesmo tempo é mais complicado que parece; conheça bem a história e pratique antes).
17. Acrósticos -Podem ser usados durante a lição preenchendo com as palavras no correr da história. (ex. escreva JESUS no quadro; à medida que a história continua escreva: José no J de Jesus, Esteve no E de Jesus, etc.).
Outros métodos visuais incluem modelagem, dobraduras, quadros de giz, mapas...
Para o sucesso da estória: Conhecer bem a técnica
Planejar antes de contar
Ensaiar
Iniciar de modo interessante
Contar com naturalidade e entusiasmo
Falar em tom audível e velocidade regular
Modular a voz durante a estória (alegre, triste, bravo, etc.).
Usar linguagem clara e correta
Evitar muitos "daí" / "e então" / "né?"
Encarar os ouvintes
Lembre-se: Qualquer técnica deve ser utilizada como auxílio para atingir um fim e nunca um fim por si mesmo.
Não adianta preparar uma ótima estória se o conteúdo espiritual for pobre.
A estória deve levar a uma transformação de vida da criança.
Mostrar como aplicar a Palavra na vida.
A criança tem pensamento concreto – ligar lições bíblicas a situações concretas do dia-a-dia.


Que o Divino Menino Jesus nos abençoe!


 

Nenhum comentário:

olá pessoal,

Espero que ese blog ajude vocês no preparo de seus encontros, sei que tenho que dar uma organizada, mas não está sobrando tempo...é muita coisa pra preparar...catequese, experiência e grupo de oração, em breve seminário, quando sobrar um tempo vou dar uma organizada para melhorar para vocês,
por enquanto, sintam-se à vontade, e a todos, de qualquer religião, sejam bem vindos.

a paz de Jesus e o amor de Maria,

Luciane.

catequista e evangelizadora mirim.
Igreja São José Operário,
Paróquia da Ressurreição.
vitória, es.

Total de visualizações de página

eu amo a...

um dia perfumado para você!

Postagens populares

Ocorreu um erro neste gadget